3 de ago de 2010

Delírio

Difícil dizer o que age em nós quando deliramos, temos pensamentos peculiares e pensamos em razões distintas. Sim, a alucinação intensa que ocorre no momento primordial do sonho é o mais próximo que uma ficção individual e interior se aproxima da realidade. Porém, não se sabe se aquilo é mesmo uma ilusão, projeção ou afins, pois a sensação é totalmente diferida e sentida no corpo físico.
A única certeza é que o sonho se relaciona diretamente com o que sentimos, conscientemente ou ainda mais oculto. Nada que vemos ou sentimos durante uma noite de sono é sem motivo algum, pois sempre nos faz lembrar de algo ou alguém.
Sonhamos com fatos bons e ruins, ou que não fazem sentido nenhum antes de uma análise mais profunda. Interpretar seus sonhos é procurar conhecer o mais fundo possível da alma e compreensão humana.
Estou mentindo. Sonho não é algo para se explicar, apenas para se sonhar.

Alberto.